Pesquisar este blog

Meus Vídeos...

sábado, 31 de dezembro de 2011

Feliz 2012...


Um brinde a todos nós...
"Te desejo uma fé enorme.


Em qualquer coisa, não importa o quê.

Desejo esperanças novinhas em folha, todos os dias.

Tomara que a gente não desista de ser quem é por nada nem ninguém deste mundo.

Que a gente reconheça o poder do outro sem esquecer do nosso.

Que as mentiras alheias não confundam as nossas verdades, mesmo
que as mentiras e as verdades sejam impermanentes.

Que friagem nenhuma seja capaz de encabular o nosso calor mais bonito.

Que, mesmo quando estivermos doendo, não percamos de vista
nem de sonho a ideia da alegria.

Tomara que apesar dos apesares todos, a gente continue tendo
valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz.

As coisas vão dar certo.

Vai ter amor, vai ter fé, vai ter paz – se não tiver, a gente inventa.

Te quero ver feliz, te quero ver sem melancolia nenhuma.

Certo, muitas ilusões dançaram.

Mas eu me recuso a descrer absolutamente de tudo,
eu faço força para manter algumas esperanças acesas, como velas.

Que 2012 seja doce.
Repito sete vezes para dar sorte: que seja doce... que seja doce...
que seja doce e assim por diante.

Que seja bom o que vier, pra você."
.
.
.
Caio Fernando Abreu ...
.
.
.
Meus desejos a todos os amigos...


Beijão...Sue...



sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Saudade...

"Trancar o dedo numa porta dói.


bater com o queixo no chão dói.

Torcer o tornozelo dói.

Um tapa, um soco, um pontapé, doem.

Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua,

dói cólica, cárie e pedra no rim.

Mas o que mais dói é a saudade.



Saudade de um irmão que mora longe.

Saudade de uma cachoeira da infância.

Saudade de um filho que estuda fora.

Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais.

Saudade do pai que morreu, do amigo imaginário que nunca existiu.

Saudade de uma cidade.

Saudade da gente mesmo, que o tempo não perdoa.

Doem essas saudades todas.



Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama.

Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença, e

até da ausência consentida.

Você podia ficar na sala e ela no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá.





Você podia ir para o dentista e ela para a faculdade, mas sabiam-se onde.

Você podia ficar o dia sem vê-la, ela o dia sem vê-lo, mas sabiam-se amanhã.

Contudo, quando o amor de um acaba, ou torna-se menor, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.

Saudade é basicamente não saber.



Não saber se ele continua sem fazer a barba por causa daquela alergia.

Não saber se ele foi na consulta com o dermatologista como prometeu.

Não saber se ela tem comido bem por causa daquela mania de estar sempre ocupada; se ele tem assistido às aulas de inglês, se aprendeu a entrar na Internet e encontrar a página do Diário Oficial;



se ela aprendeu a estacionar entre dois carros;

se ele continua preferindo Malzebier;

se ele continua sorrindo com aqueles olhinhos apertados;

se ele continua cantando tão bem;

Saudade é não saber mesmo!

Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos;

Não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento;



Não saber como frear as lágrimas diante de uma música;

Não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.

Saudade é não querer saber se ela está com outro, e ao mesmo tempo querer.

É não saber se ele está feliz, e ao mesmo tempo perguntar a todos os amigos por isso...



É não querer saber se ele está mais magro, se ela está mais bela.

Saudade é nunca mais saber de quem se ama, e ainda assim doer;

Saudade é isso que senti enquanto estive escrevendo e o que você,

provavelmente, está sentindo agora depois que acabou de ler... "
.
.
.
Miguel Falabella...
.
.
.
A saudade é a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar...
Podemos sentir saudade de um sorriso, de uma conversa, de um
olhar, mas a pior saudade é a saudade do que não existiu...
Ela torna-se inesquecível....



O presente de insultos...



Perto de Tóquio vivia um grande Samurai, já idoso, que agora se dedicava a ensinar o zen-budismo aos jovens. Apesar de sua idade, corria a lenda de que ainda era capaz de derrotar qualquer adversário.


Certa tarde, um guerreiro, conhecido por sua falta de escrúpulos apareceu por ali. Era famoso por utilizar a técnica da provocação: esperava que seu adversário fizesse o primeiro movimento e, dotado de uma inteligência privilegiada para reparar erros cometidos, contra-atacava com velocidade fulminante. O jovem e impaciente guerreiro jamais havia perdido uma luta. Conhecendo a reputação do Samurai, estava ali para aumentar a sua fama.

Todos os estudantes se manifestaram contra a idéia, mas o velho aceitou o desafio. Foram todos para a praça da cidade, e o jovem começou a insultar o velho mestre. Chutou algumas pedras em sua direção, cuspiu em seu rosto, gritou todos os insultos conhecidos - ofendendo inclusive seus ancestrais.

Durante horas fez tudo para provocá-lo, mas o velho permaneceu impassível. No final da tarde, sentindo-se já exausto e humilhado, o impetuoso guerreiro retirou-se.

Desapontados pelo fato de que seu mestre aceitou tantos insultos, os alunos perguntaram:

“Como o senhor pôde aceitar tanta indignidade? Por que não usou sua espada mesmo sabendo que podia perder a luta, ao invés de mostrar-se covarde diante de todos nós?”

Se alguém chega até você com um presente, e você não o aceita, a quem pertence o presente? perguntou o Samurai.

A quem tentou entregá-lo, respondeu um dos discípulos.

O mesmo vale para a inveja, a raiva e os insultos - disse o mestre. Quando não são aceitos, continuam pertencendo a quem os carrega consigo.
.
.
.
Autor Desconhecido...

Teu olhar é amor...




Teu olhar é céu e mar,


Na constelação dos teus beijos,

Faz o desejo flutuar,

Transporta a imaginação, na

Realidade de amar;

Sede de carinhos, como

Conchinhas do mar,

Em teus braços, enlouquecida,

Ondas apaixonadas,

Brisa leve sonorizada;

Sorriso de cata-vento,

Medida exata, na

Velocidade de arrepios,

Sinto-me amada;

Em teu corpo, faço o

Contorno de mulher ousada,

Incontido e concreto prazer,

Abstrato e substrato,

Extasia em nós dois,

Um completa o outro, no

Olhar absorto do horizonte.
.
.
.
Marisa de Medeiros...

Video...Lições das águias...

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Eu capricorniana ...


Cassiel...O anjo do signo de capricórnio...


Este Arcanjo protege os nativos de capricórnio, concedendo-lhes
estabilidade material e uma aptidão inata para tratar de assuntos
relacionados ao setor econômico e financeiro.
Esse Arcanjo também oferece aos seus protegidos, disciplina e
responsabilidade, fazendo com que eles escondam seus
sentimentos disciplinadamente.
Tudo aquilo relacionado com vidas passadas, especialmente
situações não resolvidas, tem nesse Arcanjo um foco de luz.
Os protegidos por este Arcanjo também estão rodeados pelos
Anjos do progresso espiritual, do destino e da autodisciplina...

Só acredito naquilo que sinto....

Regida por Saturno, o "senhor do tempo e da razão"...
Saturno, é o planeta dos limites, das restrições, o Deus do tempo...

Tarefa:.. A ti capricorniano, quero suor da tua fronte, para que possas
ensinar, aos homens o trabalho.
Não é fácil a tua tarefa, pois sentirás todo o labor dos homens cair
sobre os teus ombros; mas pelo jugo da tua carga, ponho em tuas
mãos a responsabilidade sobre o homem...


Capricórnio protege como um pai, cuida com responsabilidade,
e protegendo como uma mãe, quem coloca no colo...


Capricórnio é o governo, o regime estabelecido, o conjunto de
normas que definem o campo de autuação, quais os limites a
respeitar, até onde se pode ir – exatamente como Saturno representava,
na antiga visão do mundo, a fronteira entre os planetas e a esfera das “estrelas fixas”.


A idade de Saturno, segundo a astrologia tradicional, começa aos 55 anos:...
 ele é o planeta da velhice, da sabedoria e da reflexão.

Os estudos estatísticos mostram a presença forte de Saturno no
mapa astral de sábios – personalidades cujo o sucesso se deveu
a características tradicionalmente associadas ao planeta: reserva,
cautela, minúcia, paciência, sangue frio, tenacidade e escrupulosidade.
Esses estudos revelam também a presença forte da dupla Marte –
Saturno no mapa de médicos.

Já a Lua – a resposta espontânea, a sensibilidade, a intuição – está em
exílio em Capricórnio, que privilegia a ponderação o autocontrole e a contenção.

Júpiter que se sente bem no signo da Lua, sofre no de Saturno; é o choque
entre extroversão e introversão, expansão e contração, otimismo e realismo.

Nos tempos antigos, Saturno era considerado uma influência maléfica,
associada ao fracasso, à queda e à fatalidade.
Mas vale a pena recordar o mito: depois de destronado por seu filho Júpiter,
Saturno refugiou-se na Itália que, graças ao seu sábio governo conheceu um
período de inigualada prosperidade, conhecido como a Idade do Ouro.

A mãe interior é um personagem determinante em sua vida, dimensionado
como uma pessoa ambiciosa e determinada, que sempre soube o que queria,
mas que, não ter conseguido realizar-se, por alguma impossibilidade circunstancial,
acabou projetando seus anseios na figura do filho ou da filha.

Assim quem nasce sob esse signo se vê diante da necessidade de cumprir esse
papel, vencendo na vida. Aliás, esse modelo materno mostra muitas vezes, que
se entregar aos sentimentos é um sintoma de fraqueza e representa o risco de vir
a fracassar em suas iniciativas.

Não por outro motivo, uma das frases mais comuns da mãe interior de quem é deste signo é:
O que vão pensar de você?

A disciplina sentimental do signo de Capricórnio nem sempre permite que ele
se entregue de cabeça a uma louca paixão, mas às vezes, é incapaz de negar
a si mesmo a vontade de viver intensas emoções, tanto que muitas vezes conserva
em segredo uma grande paixão. Posição social e interesses voltados à carreira,
os capricornianos são contidos e inseguros até conquistarem o que desejam.

Forte e prático, busca a estabilidade por meio do poder e da consolidação
da sua posição social. É eficiente e não perde o controle da situação.

Tem sempre os pés no chão e coloca toda a sua força na construção de
algo que valorize a sua existência. Assim, consegue atingir suas metas.
É o signo da realização.

O capricorniano é uma pessoa séria e responsável, com grande
capacidade para o trabalho. Às vezes é muito fechado o que favorece
 uma tendência a solidão.

Possui uma presença de espírito impressionante.

Valorize o lado material, mas sem se esquecer do sentimental.

Dinamismo:... Grande capacidade para dimensionar com método,
prudência e reflexão  as iniciativas e as finalidades da vida , que apesar
de serem perseguidas com muita objetividade e relativa diplomacia,
frequentemente servem para dar ao sujeito mais a consciência do dever
e afirmar os princípios racionais do êxito social do que propriamente
levá-lo à satisfação pessoal, que apesar de tudo é solicitada veementemente,
debaixo de uma aparente reserva, impassibilidade e disciplina.

Signo animal e agressivo.
Representa as pessoas mais velhas e mais sábias,
as cachoeiras (quanto maior a altura, maior é o tombo).
Representa também uma águia, pois existe uma constelação
com esse nome que se encontra dentro do signo de Capricórnio.
Significa o êxtase invernal, a Terra seca e fria, a semente se
defronta com a etapa mais difícil em seu processo de maturação,
ocasião em que a terra seca e fria leva a interiorização.

A natureza disciplinada, o respeito à hierarquia e o desejo de
ocupar postos de liderança do capricorniano, provavelmente
tem origem numa existência na Grécia antiga, onde se dedicou
à carreira militar....

É possível, por exemplo, que ele tenha participado das famosas
guerras entre Atenas e Esparta...
.
.
.
Apesar de tantos medos ocultos e uma natureza
extremamente desconfiada, ainda creio que existam
nesse mundo pessoas que mereçam 100% da nossa
confiança e dedicação.

Construir imensos castelos é possível, só depende de
quando, aonde ,como , com quem e por quanto tempo...
.
.
.
...
Beijo de quem é do signo de CAPRICÓRNIO


Este signo de Terra não é como os outros.
As pessoas de Capricórnio parecem quietinhas, tímidas, um pouco assexuadas...
até você ficar a sós com elas.
Aí você vai ter oportunidade de comprovar o ditado que diz que as aparências enganam.

O beijo capricorniano é contido, porém calculado: ele sabe onde quer chegar, ele sempre sabe.
Portanto, não se iluda com aquele jeitinho sóbrio e super-educado:
Capricórnio não perde a sua chance, e encanta você primeiro pelas palavras, pela sensatez,
e quando você percebe... já está sendo beijado!

Portanto, ele não é lento, é oportuno, estratégico.
Ah, e de preferência deixe que ele ou ela tome a iniciativa ou, avise que vai beijá-lo.
.
.
.
...Muito bom...rsrsrrrs...

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

"Te vejo no altar."


"Eu vou ser a que vai estar de branco!...


Amanhecer...



Eu já tivera mais do que uma quota justa de experiências de quase morte;
isso não é algo com que você se acostume.


Mas parecia estranhamente inevitável enfrentar a morte outra vez.

Como se eu estivesse mesmo marcada para o desastre.

Eu havia escapado repetidas vezes, mas ela continuava me rondando.

Ainda assim, dessa vez foi diferente.


Pode-se correr de alguém de quem se tenha medo; pode-se tentar lutar com alguém que se odeie.

Todas as minhas reações eram preparadas para aqueles tipos de assassinos — os monstros, os inimigos.

Mas quando se ama aquele que vai matá-la, não lhe restam alternativas.

Como se pode correr, como se pode lutar, quando essa atitude magoaria o amado?

Se sua vida é tudo o que você tem para dar ao amado, como não dá-la?

Quando ele é alguém que você ama de verdade...
.
.
.
A Saga Crepúsculo...



Dorminhoco...

Gif Video - Os melhores gifs para o Orkut, Tumblr, Msn, Facebook, Blogs e Foruns!


Cochilo no lugar errado...rsrsrrsrsrsrrsr

Amor de mãe...

Gif Video - Os melhores gifs para o Orkut, Tumblr, Msn, Facebook, Blogs e Foruns!

Coisinha mais linda, dá vontade de abraçar os dois....

O empresário e o mendigo...



Todo dia um bem sucedido empresário ia para seu trabalho, vestido com terno e gravata e cabelo bem penteado.


Na porta do prédio onde trabalhava via sempre um velho mendigo implorando por esmolas.
Com roupas velhas e rasgadas, e uma expressão aflita no olhar, fazia com que todos que o vissem sentissem muita pena.

Um dia o jovem empresário aproximou-se do mendigo.
O humilde senhor sem olhar diretamente aos seus olhos pediu com voz rouca:

- Por favor, meu bom rapaz, você que tem tanto dinheiro...
Dê-me uma esmola, para que eu possa comprar comida.

O jovem estendeu sua mão dizendo:

- O que você tem a me dar, senhor?

O mendigo confuso respondeu:

- Tenho apenas fome, sequer comida para matá-la.

- Mas já conseguiu varias moedas hoje. Divida-as comigo!

O mendigo aborrecido falou:

- Você zomba de mim? Não tenho nada, e você tem tanto.
Passei horas aqui para ganhar algumas moedas, e você quer tirá-las de mim?

O jovem virando as costas resmungou:

- Se preferes, então fique com suas moedas.

No outro dia o culto empresário voltou ao mesmo local, olhou para o mendigo e fez a mesma pergunta:

- Bom dia senhor, o que tens para me dar?

O mendigo irritado tirou de sua bolsinha uma moeda de 10 centavos.

- Tome isso e suma daqui! Não me atormente mais!

O jovem pôs a moeda no bolso, e de outro bolso tirou uma nota de 1 real, alcançou ao mendigo e saiu em silêncio, seguindo para seu trabalho.

O mendigo ainda confuso estranhou a atitude do rapaz, mas não perguntou nada.

Após o trabalho, o rapaz voltou ao mendigo. Sorriu e disse:

- O que tens a me dar agora, meu senhor?

O velho ainda desconfiado pegou 50 centavos e alcançou ao jovem.

O rapaz deu-lhe 5 reais em troca e saiu.

No outro dia o mendigo, pensava na atitude do jovem empresário.
E quando o rapaz se aproximou o velho tirou todas as moedas da velha bolsinha e ficou segurando-as com firmeza.

- O que o senhor vai me dar hoje? – perguntou novamente o empresário.

- Aqui tem mais de R$ 10, meu bom rapaz!

O jovem pegou todas as moedas colocou no bolso e foi em direção ao prédio.

- Hei! Rapaz! Onde está indo?

- Para meu trabalho, senhor. – respondeu o jovem.

- Mas o que vai fazer com minhas moedas?

- Agora são minhas, você acabou de me dar elas!

- Mas eu as dei por que você me devolveria uma quantia dez vezes maior. – insistia o velho.

- Mas eu nunca disse que faria isso, meu senhor. – respondeu o rapaz.

- Mas você fez isso por duas vezes ontem.
Não acredito que me enganou só para tirar meu pouco dinheiro.
Você está roubando minhas moedas, das quais preciso para poder viver.

O rapaz deu um sorriso debochado dizendo:

- Se precisa das moedas, não deveria ter me dado!

O mendigo muito aborrecido tentou dar um tapa no rosto do jovem, que segurou seu punho dizendo:

- Meu senhor, com tantos anos de vida, deveria ter aprendido que para ganhar algo, precisamos antes doar também.
Mas esta doação tem de ser feita com o coração, sem desejar o retorno.
Quando somos ambiciosos a ponto de arriscar o que temos para ganhar algo maior, corremos o grande risco de perder tudo.

O jovem então tirou seu terno e a gravata e alcançou ao velho dizendo:

- Isto deve servir em você!
Vista, arrume-se e procure um emprego.
Deixe de viver do dinheiro dos outros e conquiste você mesmo o que precisas.



Espero que esta estória te ajude a parar e refletir no modo em que tenta conquistar seus objetivos na vida. Você é egoísta a ponto de não dividir suas poucas moedas por achar que precisa mais delas do que outras pessoas? Ou você as doa para quem vai te ofertar quantia maior?

Devemos usar mais o coração e menos a mente ao lidar com as pessoas.
Tire 5 minutos apenas para analisar como você costuma tratar os que te cercam.
.
.
.
Autor Beky...

Solidão...



A maior solidão é a do ser que não ama.
A maior solidão é a dor do ser que se ausenta, que se defende, que se fecha, que se recusa a participar da vida humana.



A maior solidão é a do homem encerrado em si mesmo, no absoluto de si mesmo,

o que não dá a quem pede o que ele pode dar de amor, de amizade, de socorro.


O maior solitário é o que tem medo de amar, o que tem medo de ferir e ferir-se,
o ser casto da mulher, do amigo, do povo, do mundo.

Esse queima como uma lâmpada triste, cujo reflexo entristece também tudo em torno.
Ele é a angústia do mundo que o reflete.
Ele é o que se recusa às verdadeiras fontes de emoção, as que são o patrimônio de todos, e, encerrado em seu duro privilégio, semeia pedras do alto de sua fria e desolada torre.
.
.
.
Vinicius de Moraes...

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

O surgimento de um grande amor...




O Amor é o surgimento de um sentimento inexplicável. Faz-se necessário, não só retermos os traços essenciais de sua descrição, mas também, acrescentarmos o que pode ser observado no surgimento até a sua grandeza. Será que o amor nasce grande? Ou é um eterno juvenil? Devemos viver todos os seus momentos, não só em si mesmo, como também vivenciá-lo nos outros.



Na origem do amor, há um choque provocado, seja pela admiração, seja por algum acidente que revelou um entendimento e fez nascer o desejo. Ficamos como um sonhador e dizemos para nós mesmos: Que sentimento é esse que sufoca e ao mesmo tempo torna tudo mais iluminado, mais alegre, com uma enorme vontade de viver, de cantar, de falar, de se unir? O que significa esse olhar? Este dia está longo demais? Quando os amados se encontram, tudo vira romance, tudo vira prazer, e as horas se misturam com os sentimentos. O tempo cessa, mas as horas voam. O nosso único desejo é amar por toda vida.



O choque fixa a atenção e a ausência torna favorável o nascimento do amor. A grande força do amor é estar ausente. A presença revela a fraqueza que o amor nos proporciona. Ficamos dominados, sem forças para reagir aos desejos. Na ausência, ao contrário, o ser amado torna-se saudade. É muito mais fácil dominar a saudade que o desejo da presença.



Se congelarmos o tempo, o ser amado se transforma num ser diferente, superior ao que é. Viver um amor é o nosso maior desejo, o nosso maior sonho, porém, quando sentimos surgi-lo em nossa vida, milhares de dúvidas vêm à mente, mas logo vão embora quando o coração começa a gritar.



É nesse congelamento onde se opera o grande encontro, que se produz sem perigo para o amor, porque nossa emoção é tão grande, que diante do ser amado, a presença foge do real. É porque substituímos pelo congelamento do tempo. Não escutamos a voz da razão. A alegria que experimentamos traz o abrigo das surpresas, porque tudo está surgindo do interior, um novo mundo pessoal, porém, confuso.



Enquanto conseguirmos manter as coisas nesse estado, o amor dá apenas felicidade, mas uma lareira não queima sem alimento, e esse fogo nascente se extingue depressa. Algum sopro de esperança, por leve que seja, deve ser dado para reanimá-lo. Em matéria de sinais de encorajamento, o amor não é difícil. Um olhar, um aperto de mão, uma palavra mais audaciosa logo o estimula.



Quando esses sinais são claros e constantes, um amor mútuo está surgindo, e nada é mais iluminado, nada é mais bonito. Porém, acontece que a incerteza e a insegurança matam o sentimento. O amor, no seu auge, nutre-se de dúvidas, de medos, que são frutos da mente e não do coração.



Muitas vezes os sinais não correspondem a nenhuma variação real das afeições. A timidez ou o pudor ditam movimentos que acreditamos inspirados pelo desprezo. Tomamos por um sinal e interpretamos com uma minúcia que não pertence, senão, aos amantes. Não existe nada que inquiete o amor. Ele descobre os sentidos ocultos, adivinha o que nos falta e enterra o mais profundo vazio da nossa alma.



O amor é, assim como um gatinho que tenta saltar sobre um rolo de lã, oferecido e depois tirado. Assim é a presa do amor, deixa-se prender pelas provocações dos desejos sensuais. É um movimento natural e facilmente explicável: perseguir o que se recusa e recusar o que é oferecido.



O homem e a mulher têm que ter a grandeza de dizer: "Sei que, confessando meu amor por você, fico frágil e à sua mercê, mas me agrada, e fico feliz em aceitar esta situação". Quem ama se entrega totalmente. Um bonito amor, mútuo e confiante, poderá vivenciar, em sua totalidade, toda a sua satisfação em viver.



Os primeiros tempos de um amor mútuo são os que podemos conceber como os mais deliciosos. Cada um eleva-se acima de si mesmo e se torna no que o outro quer que ele seja. Não importa quanto esse estado possa durar, o importante é o momento presente e a intensidade com que é vivenciado. Assim, poderá crer na bela existência de um amor bem vivido.



Mesmo que a força dos amores e dos seus sentimentos seja similar ou diferenciado um do outro, há de persistir. Todos devem conquistar e, sem cessar, reconquistar. O amor, algumas vezes, não se oferece sem uma boa batalha.
.
.
.

Por... Bernardino Nilton Nascimento...

O verbo...



Pai, verso esta oração pois Tu estás nas minhas mãos assim como eu estou nas Tuas.

Vives Tu nas minhas palavras assim como em Ti eu também sou verbo.

E nos meus olhos, és semente que confessa a cor dos frutos, o nome de um rio que se rende ao mar, o filho pequeno que abraça a mãe.

Pela Tua palavra aprendi a respeitar o inverno, esperar pela primavera e aceitar minhas colheitas; aprendi a ser verão e a voar com as andorinhas.

Abençoa-me como abençoas o grão-de-areia, o vento e as estrelas, pela igual oportunidade de habitar a Tua casa.

E que o eterno em mim se anuncie, afastando o veneno do meu sangue, os espinhos das minhas flores, o egóismo dos meus amores e as lanças das minhas mãos.

Torna-me doçura quando eu souber ser só amargo; torna-me cura quando souber ser só destruição; torna-me descanso para vestir todos os meus sonhos e torna-me Amor, como resposta para cada pergunta da Vida.

Conceda-me todas as sombras da floresta para eu caminhar com a minha própria Luz.

E se eu cair, ferir, morrer, matar, sofrer, perder, errar; perdoa-me com o recomeçar, com o novo, com a coragem, com a gratidão por tudo aquilo que fui e pelo que ainda serei; e também com a certeza de que o Senhor é meu pastor, e nada me faltará.




"A redução do universo a uma única criatura, a dilatação de um único ser até Deus, eis o Amor."
.
.
.
Victor Hugo...

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Porta emperrada...



Uma vez, um certo alguém me disse que o seu coração teria se transformado em uma velha porta emperrada que precisava ser empurrada com muita paciência. Eu, com toda a minha paciência oriental (eu tenho isso?) tentei empurrar a porta algumas vezes, mas essa porta rangia, era pesada, dura , e vingativa. Alguém já viu uma porta vingativa? É daquelas portas que você deixa aberta e quando sopra o mais leve vento ela se fecha atrás de você bruscamente e fica dias travada só se abrindo novamente com um novo sopro de vento brusco.


Mas me diz, quem é que aguenta essa bateção de porta na cara?

Porta velha é mesmo dificil de abrir, e com o tempo ainda vão perdendo o encaixe da fechadura ,os trincos, a maçaneta. E o melhor a fazer é deixa-la assim, encostada, ou substitui-la por uma porta nova. De preferência giratória. De onde se entra e sai com toda a liberdade.

Cansei de bater e pedir licença com educação.Tem porta que só abre se a derrubarmos. No chute! Ou, só pra sacanear, colocamos um velho cadeado do lado de fora e pronto. Não abre nunca mais, nem por dentro e nem por fora.

Coração com porta velha emperrada?Como alguém consegue se comparar a uma porta velha?

Manda tombar!

Como diz a canção de Fabio Junior: "Sem limites pra sonhar"


"Há uma chance da gente se encontrar, há uma ponte pra

nós dois em algum lugar


Quando um homem e mulher se tocam no olhar não há

força que os separe


Há uma porta que um de nós vai ter que abrir, há um

beijo que ninguém vai impedir


Quando um homem e mulher se deixam levar, é fácil

viver mais


Há uma estação, onde o trem tem que parar, tô na

contramão, te esperando pra voltar


Pra poder seguir, sem limites pra sonhar, pois é só

assim que se pode inventar o amor..."

Se quiser provar a verdadeira força do amor. Deixe sempre a porta aberta...

 
Autor: Desconhecido...

A face do amor...


Não poderia imaginar o amor


Com outro rosto

Se diferente fosse


Essa face

Dirigida a mim.

Se diferentes fossem

Esses olhos sem igual

E essa boca que me beija.


Se o seu jeito

Não traísse seus sentimentos,

Eu veria ainda assim esse amor

Que você respira,

Transpira,

Esparge em mim

E me contamina.


Se o amor tem seu rosto

Tenho em meu coração posto

Que a certeza que eu tinha

De um dia te encontrar

Não foi vã.



Letícia Thompson...

domingo, 25 de dezembro de 2011

A moça...



Acorda Menina...
“Lá está ela, mais uma vez. Não sei, não vou saber, não dá pra entender como ela não se cansa disso. Sabe que tudo acontece como um jogo, se é de azar ou de sorte, não dá pra prever. Ou melhor, até se pode prever, mas ela dispensa.


Acredito que essa moça, no fundo gosta dessas coisas. De se apaixonar, de se jogar num rio onde ela não sabe se consegue nadar. Ela não desiste e leva bóias. E se ela se afogar, se recupera.

Estranho e que ela já apanhou demais da vida. Essa moça tem relacionamentos estranhos, acho que ela está condicionada a ser uma pessoa substituta. E quem não é?

A gente sempre acha que é especial na vida de alguém, mas o que te garante que você não está somente servindo pra tapar buracos, servindo de curativo pras feridas antigas?

A moça…ela muito amou, ama, amará, e muito se machuca também. Porque amar também é isso, não? Dar o seu melhor pra curar outra pessoa de todos os golpes, até que ela fique bem e te deixe pra trás, fraco e sangrando. Daí você espera por alguém que venha te curar.

Às vezes esse alguém aparece, outras vezes, não. E pra ela? Por quem ela espera?

E assim, aos poucos, ela se esquece dos socos, pontapés, golpes baixos que a vida lhe deu, lhe dará.

A moça – que não era Capitu, mas também têm olhos de ressaca – levanta e segue em frente.

Não por ser forte, e sim pelo contrário… Por saber que é fraca o bastante para não conseguir ter ódio no seu coração, na sua alma, na sua essência. E ama, sabendo que vai chorar muitas vezes ainda. Afinal, foi chorando que ela, você e todos os outros, vieram ao mundo.”



Caio Fernando Abreu...

sábado, 24 de dezembro de 2011

O Poeta


O poeta é um louco vendedor de sentimentos,

Que se cala ante sua poesia só pra amar

Toque de amor entre papel e caneta,

Onde corpos ardentes entendem sentimentos

E aguçam sentidos


O poeta louco ou louco poeta

Domina o tempo em palavras

Que se perdem na imensidão prata

Do céu do amor pleno e infinito


O poeta de louco tem pouco


Pode parecer contraditório

Mas ele acredita na vida

De fazer amor com a musa

E de nunca contemplar uma despedida


Esse é o poeta

Que se tentarmos retratar numa linha reta

Ela seria um arco-íris

Deitado colorindo o horizonte.



Everson Russo...

Para pintar o retrato de um pássaro...



Primeiro pintar uma gaiola

com a porta aberta

pintar depois

algo de lindo

algo de simples

algo de belo

algo de útil

para o pássaro

depois dependurar a tela numa árvore

num jardim

num bosque

ou numa floresta

esconder-se atrás da árvore

sem nada dizer

sem se mexer…

Às vezes o pássaro chega logo

mas pode ser também que leve muitos anos

para se decidir

Não perder a esperança

esperar

esperar se preciso durante anos

a pressa ou a lentidão da chegada do pássaro

nada tendo a ver

com o sucesso do quadro

Quando o pássaro chegar

se chegar

guardar o mais profundo silêncio

esperar que o pássaro entre na gaiola

e quando já estiver lá dentro

fechar lentamente a porta com o pincel

depois

apagar uma a uma todas as grades

tendo o cuidado de não tocar numa única pena do pássaro

Fazer depois o desenho da árvore

escolhendo o mais belo galho

para o pássaro

pintar também a folhagem verde e a frescura do vento

a poeira do sol

e o barulho dos insectos pelo capim no calor do verão

e depois esperar que o pássaro queira cantar

Se o pássaro não cantar

mau sinal

sinal de que o quadro é ruim

mas se cantar bom sinal

sinal de que pode assiná-lo

Então você arranca delicadamente

uma das penas do pássaro

e escreve seu nome num canto do quadro.



PRÉVERT, Jacques. Poemas de Jacques Prévert. Tradução de Silviano Santiago. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2000.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Porque....Porque???



Porque fez isso comigo...
Se me desse um um motivo...
Talvez fosse mais fácil...
Dói demais...



Meus momentos...

A alguns meses atráz...


Algo se rompeu dentro de mim...

Não consigo mais escrever...


Tenho a impressão que quando escrevia,

minha alma era capaz de andar, voar e ver as coisas...


Mas alguma me impede, não sei o que é...

Só sei que dói muito e me deixa muito triste...


Quem sabe para o ano que vem,

Deus me de a alegria de escrever

e voltar a ser eu mesma...


Porque não me reconheço mais,

e eu gostava muito de mim...

Era feliz, tinha esperança

e muitos sonhos...


Acho que acabei sonhando os sonhos de outra pessoa...

Fiz planos de vida para outros...

Acabei esqueçendo de mim...


Mas foi tudo com muito amor...


E por amor vou voltar,

mais firme e mais forte...


Então levarei meu coração ao céu...

E minha alma será livre para voar...

Como um passáro, livre no infinito azul do céu...



Suelita Debatin...

Não havia Lugar...

Feliz Natal...

Aos amigos que passam por meu blog todos os dias...
E a todas as pessoas que fazem parte da minha vida de alguma maneira..
E também aqueles que mesmo distante, me deram um lugar em seu coração...
Beijos....Suelita...



Quando chegou o tempo previsto para Maria dar à luz, procuraram um lugar para que a criança nascesse. Mas portas foram fechadas e, com tantas casas, não havia lugar.


Meu coração sempre doeu ao ver isso nas representações do Natal, por que eu nunca entendi como corações podiam ser assim tão endurecidos. Havia lugar para tantas coisas, mas não havia para o Mestre de todos os mestres.


E hoje ainda é assim. Há lugar para muito em nossas vidas. Temos dias repletos, preenchemos com coisas que nos fazem bem, outras nem tanto, ganhamos tempo aqui, perdemos aqui... mas para Jesus ainda não há lugar!...


Nós, que nos julgamos bons, sensíveis e sábios, acolhemos a vida, não somos diferentes das pessoas que disseram não quando Jesus devia vir ao mundo. Nós também nem sempre damos lugar. E Ele continua Sua estrada... à procura de uma porta aberta, uma vida disposta a recebê-lo.


Penso nas pessoas que naquela época perderam a oportunidade de ver nascendo em suas casas o próprio Filho de Deus, Rei de todos os reis, Senhor de toda a terra.


Que isso sirva para nossa reflexão: perdemos bênçãos nas nossas vidas por que não sabemos dar lugar, não sabemos abrir a porta e acolher.


Diz a Bíblia: "Guardai a hospitalidade, pois muitos sem saber hospedaram anjos."


Que nossos corações possam ter todas as portas e janelas sempre abertas a Deus e aos outros, não só no Natal, mas em todos os dias do ano!...



Letícia Thompson...

Caração Partido...

Triste, coração magoado, muita saudade....

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

O meu coração, se pudesse, pararia...

Morri por dentro.
E enquanto afogo o meu corpo em mágoas, queimo o coração por dentro e faço das tripas cinza.
Morri para o mundo, morri para mim.
A vida ensina-nos lições que não queremos aprender e o destino naufraga-nos em esperanças.
A vida ensinou-te menina, ela ensinou-te que as esperanças são pedaços de areia no oceano que é os teus olhos, ela ensinou-te.
Porque preferiste não acreditar na vida?
A vida bate-te, esbofeteia-te e afoga-te, mas não deixa de ter razão e quanto menos aprenderes com ela, mais ela te irá bater.
Ela disse-te para não acreditares e tu acreditaste, ela disse-te para não amares e tu amaste, ela disse-te para não sorrires e tu sorriste.
Menina, menina, pessoas como tu não foram feitas para serem amadas, pessoas como tu não têm o privilégio da felicidade.
E se tens pelo menos o dom dos sonhos, devias desprezar esse dom, porque esse é apenas uma forma tonta de acreditares que estás viva quando na verdade tudo no teu coração já morreu e foi tomado pela dor. Morreste por dentro menina.
Afogas-te em lágrimas e morrerás outra vez, por fora.
A vida esbofeteia-te e tu gritas, mas a vida é surda, menina, a vida não tem coração nem ouvidos.
A vida é feita de pedra e carvão, o carvão que desenhou os teus cabelos foi o mesmo carvão que pintou sobre a tua alma um lugar interdito à felicidade.
E esse lugar é toda a tua alma.
Nesse lugar habitam lágrimas e todos os sorrisos se afogam, todos os amores se vão, todas as promessas se desvanecem.
A tua alma não foi feita para ser vazia, mas não penses que ela deve ser preenchida de paz.
Não, menina, a tua alma é o destino de toda a tua dor e ela é tanta que não há lugar para mais nada.
E estando a alma lotada, a dor espalha-se no teu corpo, preenche-te as veias e mistura-se com o sangue, irriga-te as pontas dos dedos, lateja na tua cabeça e trespassa os teus olhos.
Estando a alma lotada, resta o corpo.
Aguardo o colapso.



Fernando Pessoa...

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Video...Mississipe...Tradução Romântica Paulinho Rodrigues....

Como dói esperar-te... Resposta de Von Buchman para Roseli...

Até quando vou esperar...


você não vê que meus poemas

falam de meu amor por você

e do meu eterno aguardar...

Vem !

Vem logo, não me deixa aqui só a sonhar,

tua ausência me faz sofrer,

meu coração só vive a lastimar ...

Que mais posso fazer

para um dia te ter

ou poder te beijar ...

Se eu pudesse juntar como grão de areia

o quanto amo você...

Talvez toda areia da terra não seja suficiente para mostrar

o quanto amo você . . .

Vem...

Vem logo, não aguento mais por ti esperar....

AS SEMENTES DO MEU PURO AMOR,

SÃO COMO FLOCOS DE NEVE...

ELAS SÃO REGADAS COM AS LÁGRIMAS DO MEU CORAÇÃO

E MINHA ETERNA PAIXÃO POR VOCÊ ...

 
 
Como dói te esperar...Von Buchman... para Roseli...


segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Intensamente Amar... Lindo demais..terá a resposta....

Teus olhos me beijam antes que tua boca


Enfeitam meus jardins em pleno outono...

Teu amor acalma tempestades

Provoca suspiros, tranqüiliza

Amor seguro, amor tolerante

Amor maduro, amor amante...

A presença harmoniosa que conduz

Alma que sorri exalando perfume de paixão

Estrela reluzente que ilumina o coração

O amor que cala dores

Cuida das feridas, acalma tormentas

Fogo que queima

Invade , vibra, abraça

Em ti, aprendi a amar

Por ti, aprendi a poetar



Intensamente Amar...  De Rozeli para Von Buchman. ..


Aguardem que tem mais.....

AMOR INSUPERÁVEL...

Ele veio à luz numa noite quase fria e para aquecê-lO, serviram-se os pais de palhas e feno, destinadas aos animais do local onde se abrigavam.


Teve Sua vida ameaçada, desde os meses primeiros, por quem temia se ver destituído do trono das vaidades.

Vagou por terras estrangeiras, retornando à cidade de Seus pais, para crescer em graça e vitalidade.

O clima político era de intranquilidade. O povo a que pertencia era escravo de nação arbitrária e dominadora.

O governo estava centrado no acúmulo das riquezas e na manutenção do poder pela força, desde que lhe faleciam razões outras.

Toda vez que lhe mencionariam o nome, ao longo dos séculos que viriam empós, seria lembrado como Aquele que viera de cidade das menos expressivas de Sua nação.

Seu pai não detinha projeção social. Era carpinteiro e cedo, Suas mãos longas e finas passaram a modelar a madeira.

Quando o tempo se fez próprio, fez-Se conhecer dos homens, servindo-Se de frases ditas muitos séculos antes de Sua vinda.

Frases de conhecimento popular, repetidas de geração a geração, em cânticos de esperança.

Mas aqueles mesmos para quem viera, não O reconheceram. Esperavam alguém cheio de pompa e Ele fez-Se pequeno, para amar e servir aos homens.

Acusaram-nO de crime de sacrilégio porque ousou afirmar a Sua filiação Divina, desvelando-nos o Pai de todos nós.

Chamou os que O seguiam de amigos, patenteando que a amizade é dos mais puros sentimentos.

Afirmou que Se ofereceria em holocausto, no momento oportuno e que, pelos Seus amigos, daria a própria vida.

Lecionou a alegria, fazendo-Se presente em momentos de importância da vida de parentes e pessoas que desejavam com Ele partilhar o pão, a mesa, a amizade.

Abençoou com Sua presença um casamento, assinalando a importância da família.

Chamou a Si os pequenos, afirmando da importância do período infantil e, educador excepcional, disse das graves responsabilidades de se bem conduzir essa quadra da vida.

Esteve com os jovens e, idealista, convidou-os para O seguirem, a fim de que tivessem a sua juventude abençoada pelo amor imperecível.

Fez da natureza Seu templo e Sua escola, chamando a atenção dos que O ouviam para as coisas pequeninas.

O grão de mostarda, a figueira improdutiva, a sega no momento apropriado, a periodicidade das estações, uma folha de árvore.

Ensinou a nobreza no sacrifício por amor à verdade. Com Seu sangue regou o ânimo dos que Se lhe tornariam seguidores, no transcorrer dos evos.

Retornando do país do Além, Ele que fora abandonado, traído, apresentou-Se para consolar os amigos.

Atestou a Imortalidade com a Sua presença, permitindo-Se tocar, apalpar.

Conhecedor das necessidades humanas mais primárias, não Se pejou em preparar, na praia, o fogo, oferecendo aos amigos pescadores, o alimento, em Seu retorno das lides.

Foi filho amoroso, amigo incondicional, servidor da Humanidade.

Nada exigiu. Exemplificou a perfeição e, num convite veemente, estabeleceu que quem O desejasse imitar, bastava tomar de Sua cruz e segui-lO.

O que Ele fazia, todos podiam realizar.

Não prometeu recursos amoedados ou situações de privilégio. Ele era o Modelo e Guia, sem sequer possuir uma pedra para repousar a cabeça.

Não era excepcional, afirmava. Filho do Pai Excelso, comungando de Sua vontade, revelou-nos a nossa filiação Divina.

E no Seu testamento de amor afirmou que somos os herdeiros das estrelas, os senhores dos astros, viajores do Universo.

Chamam-no Nazareno, Amigo Celeste, Galileu, filho de Deus.

Não importa. Ele é Jesus, o amor insuperável. Nosso Mestre, Amigo, Irmão.



Redação do Momento Espírita. Do site: http://www.momento.com.br/pt/ler_texto.php?id=3260&stat=0.

domingo, 18 de dezembro de 2011

Definitivo...

Definitivo, como tudo o que é simples.


Nossa dor não advém das coisas vividas,

mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.



Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos

o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções

irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado

do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter

tido junto e não tivemos,por todos os shows e livros e silêncios que

gostaríamos de ter compartilhado,

e não compartilhamos.

Por todos os beijos cancelados, pela eternidade.



Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas

as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um

amigo, para nadar, para namorar.



Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os

momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas

angústias se ela estivesse interessada em nos compreender.



Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.



Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo

confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam,

todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.



Por que sofremos tanto por amor?

O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma

pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez

companhia por um tempo razoável,um tempo feliz.



Como aliviar a dor do que não foi vivido?

A resposta é simples como um verso:



Se iludindo menos e vivendo mais!!!

A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida

está no amor que não damos, nas forças que não usamos,

na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do

sofrimento,perdemos também a felicidade.



A dor é inevitável.

O sofrimento é opcional...



Carlos Drumond de Andrade...

Meus momentos...

Hoje preciso dormir muito,

A saudade está me matando...

Pelo menos dormindo a gente não sente dor...

É uma boa saída, quando dá certo...

Mas nem sempre o sono acompanha a nescessidade...


Sue...



Viver saudade...

Uma vez ouvi dizer que a saudade mata...


Mas a morte empregada aqui é o extremo...

Causado por diversos momentos de angustia, dor, alegrias, tristezas, risos, choro, palpitações, aceleração,paixão... Todos estes são sintomas que a saudade causa...

Saudade...

Concluo que saudade é um conjunto de derivados que tornam um ser humano mais humano, pois quando se sente saudade é que em algum momento as lacunas de sua vida foram preenchidas por alguém que com certeza te completou e mostrou que a saudade muitas vezes pode ser um sentimento bom... pois um conjunto vazio é o mesmo que estar em um estado vegetativo... Inerente... Sem vida.

A pessoa sem vida esta morta, mesmo as vezes estando viva...

Então diria que a saudade revive... porque nos faz lembrar quem somos, como começamos nosso processo de humanização, e quem nos ajudou a enxergar este mundo encantado...

A saudade nos faz lembrar que amamos... Que lutamos... Que fizemos valer apena...

... Que conseguimos!!!

Na realidade a causa da saudade é o verdadeiro trunfo nisso tudo...

Este alguém que faz com que tenhamos um turbilhão de sentimentos compulsórios, transitórios, como veículos em um cruzamento se sinalização... completamente loucos... mas comum destino traçado.

Este alguém que te faz pensar, calcular, mirabolar, planejar, transformar, e tudo mais que for possível ou não para conseguir estar junto desta pessoa...

Este alguém me fez sentir saudade hoje...

Que bom!!!

Pois agora estou pronto para o impossível... e se o impossível for inalcançável, aguardo pelo próximo momento de saudade, porque ai estarei pronto para o inalcançável...



Emerson PS...

sábado, 17 de dezembro de 2011

Na profundeza de meu coração o pássaro azul sorri...

Na profundeza de meu coração o pássaro azul sorri


e o pássaro azul brinca.

O festival de forma-resplendor-luz e deleite celestial

convida a todos.

O sol, a lua, as montanhas e o oceano - todos vieram.


Hoje atenderemos ao chamado da Infinidade.


Correremos em direção à Infinidade.

Bem diante de nós está a escadaria de Luz.

Nossos corações tornaram-se a flor de Divina Luz.

Somos a esperança de nosso Senhor Supremo.

O criador-mundo não é ninguém senão o nosso amor.




- (Sri Chinmoy, tradução por Patanga)...



A teoria do amor-coragem...

O amor-coragem eh uma teoria da minha amiga Tita.

Eh dele que sao feitas as grandes historias de amor.


Ele muda de cidade por voce.
 
Voce muda os planos da sua vida por ele.
 
Ele compra uma casa por voce.
 
Voce abre a mao de um sonho seu pra viver um sonho dele.
 
Se voce pular, ele pula.
 
Se ele demorar, voce espera.
 
O amor coragem nao mede esforco, nao tem duvidas,
 
nao espera acontecer, vive o agora, enfrenta o medo,
 
dura para sempre, nao enxerga obstaculos.
 
Inspire-se: assista... O diario de uma paixao.

A DOR DA MINHA ALMA...



Quem dera a dor da minha alma

Fosse exposta em meu olhar.

Mesmo meus lábios cerrados,

Poderiam revelar...



Todo pranto derramado,

Noites em claro passadas.

O coração entristecido,

Falta da mulher amada.



Mas, seria muita dor

Pra mostrar, com um só olhar

E preciso uma vida inteira,

Para essa dor passar.



Autor:...Simple Regy...
 
PS:...Amei esse poema  miguxinho Regy...
Tenho uma leve desconfiança de que você captou meus sentimentos..rsrsrsrsrsrsr...
È só mudar uma frase....Falta do homem amado.....rsrsrrsrs

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Eu Te Amo...

Eu te amo muito


Eu te amo...

E te amarei durante toda minha vida;

Te amo nos seus gestos,

Te amo no seu sorriso,

Te amo na sua voz,

Te amo no que você é!!!

Te amarei em tudo...

No ar que respiramos,

No alvorecer da tarde,

No crepúsculo,

Na morte...

Te amo na chuva que cai,

No sol que queima...

Eu quero te amar.

Te amar nas minhas horas de tristezas,

Pois sua lembrança só me traz alegrias;

Te amar quando a alegria chegar,

Pois o amor é alegria

E sou feliz enquanto te amo...

Mesmo que o amor se torne extinto,

Faço questão de te amar;

Mesmo que a luz do mundo acabe,

Quero te iluminar com o meu amor;

E somente a vontade de Deus

Seria capaz de tirar todo esse amor

Que alimenta minha própria existência...

Você mora dentro de mim.

Te amo...

Autor Desconhecido...

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Meu primeiro e grande amor...

Meu primeiro amor

Não sei bem explicar

Inundou meu coração

Mas saiu sem avisar.



Estranho me dizer

Se ainda me emociona

Não há como compreender

A tristeza que me condiciona.



No começo eram sorrisos,

Só felicidade...

Mais tarde foram lágrimas

De um coração gelado e sem vaidade.



Então o que fazer

Se não consigo mais te olhar,

Devo me arrepender

E desistir de te amar?



Não quero me desfazer

Do meu primeiro e grande amor,

Quero me esquecer

Do que um dia trouxe-me dor.



Ao meu primeiro amor

Presenteio com minha eternidade.

Sim, trouxe-me dor

Mas também muita felicidade.


Talita Maciel ...

CERTEZA DE FELICIDADE...



O dia me surgiu claro e deslumbrante.

O sol por atavio com seus raios brilhantes.

O mar a murmurar por toda zona sul,


Um belo espetáculo de ouro sobre azul.


Despi-me de rancores e sentimentos vis.

Notei que a vida é bela e

Que se entregou a mim, por justo


Ser então, eu me entreguei a ela.


Voltei a perceber que em tudo há riqueza.

Olhei ao meu redor com os olhos de pureza.

Senti que Deus existe, lembrei de seu amor,

Isto é felicidade, eu tenho essa certeza.



Autor...Simple Regy...

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Não exista como se não tivesse gente dentro de você...

Quando descortina a vida... ela vem carregada de nada,

cruza os braços e espera o nosso combate,fica ali na espreita, fria, nos olhando... indolente.
E o destino joga em nosso colo, o medo.Uns correm em desespero, outros o encaram,uns perdem, outros o domam, ou o amansam por uma vida,e seguem, em frente.Mas, há os que permitem o seu triunfar, perdem a calma,a coragem para ser feliz... esvaecem o alento,o desassombro que permeia na fúria do inusitado, do vento,e sofrem de solidão de alma.Não ousam iluminar a si próprio e vivem em desassossego, faltam-lhe ajustar o foco, em si mesmo,despejar luz sobre a negrura visceral,resplandecer em contentamento,refletir sua verdade num feitio textual.E luzir para fora, antes de ir embora.Talvez, faltam-lhes, preencher este vão que carregam no peito,este vazio que prospera, este olhar fútil que se adultera,esta inércia que inibe o reconstruir de cada derrota,e a indolência em desistir na primeira queda,este medo de refazer o caminho, e redescobrir uma nova rota.Talvez tenham que aceitar estes sismos, estes tremores inexplicáveis,esta sofreguidão querendo saltar em soluços, esses tropeços existenciais.Talvez o que lhes faltem, é romper em ousadia e acontecer,olhar para dentro, e lá de amor... preencher.Destilar simplicidade, não ser multidão, não ter no olhar rudeza,amar o silêncio, as pessoas... e falar somente em beleza,e nem se achar que em tudo... é o epicentro.Não exista como se não tivesse gente dentro...nem amor,em você.


Ari Mota...

A Dita loira ...

A dita dura


é tão dura

e dura tanto

que me parece burra.

Sem o cantar dos pássaros

Excelência...

sem o aroma das flores

emudecidos os grilos

quem me acalentará?


As estrelas

excelência, não brilham

não há canto, nem encanto

só lamentos e gemidos

por todos os cantos


Devagar....?


eu...?


Ah...que nada !!!


Vou indo!!!!


Fingindo

fugindo

sereno e calmo

vencendo


O vento

o tempo

as lorotas

e as bravatas


Psiuuuu!

SIÊNCIO!

a dama de ferro

quedou-se.


A dor

o pavor

um grito

tudo se encerrou

sem flores

sem grilos

sem pássaros

nem lembranças


silêncio!!!

qual memória de ti?



Zallas Avlys...

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Meditação...

Não vamos tentar entender a música com a nossa mente.

Não vamos nem mesmo tentar senti-la com o nosso coração.

Vamos permitir, de modo simples e espontâneo,

que o pássaro-música voe no céu do nosso coração.

 Ao voar, ele revelará incondicionalmente para nós o que tem e o que é.

Ele tem a mensagem da Imortalidade e é a passagem da Eternidade.... 


Sri Chinmoy...






Poema para um grande amor...

Segui seus passos além do horizonte


Deixei-me levar pelos meus sentimentos

Por um grande amor morremos

Eu não quero morrer antes de te encontrar


Meus pensamentos voam muito além do dos meus passos

Minha voz embarga ao cair das minhas lágrimas

Meu corpo sofre com as dores da caminhada

Pois este caminho é longo demais


Sei que bem perto do arco-íris

Encontrarei o meu amor

Não falo de jóias Nem de ouro

Falo simplesmente de amor


Que vem da alma e do coração

Que bate forte só em pensar em te ver

Suporto as adversidades do caminho

Das tempestades emocionais e dos desenganos


Dos convites ao pecado e da luxúria

Sigo em frente predestinado

Este foi o caminho que escolhi

Das dores Das lutas Da perseverança


Da certeza de te encontrar

Quem luta com um coração cheio de amor

O que importa se os cães ladram

Sou seu unicamente por inteiro


Quando te encontrar vou sorrir

Em meus braços te apertarei com carinho

Nada Ninguém; Vai nos separar

Eu e você meu amor

Somos dois em um só coração


Pensamentos e sentimentos

Que se unem por si só

Com a unica finalidade

Ter você sempre perto de mim


Amá-la como ninguém nunca te amou

Assim é o nosso amor

Verdadeiro Além da imaginação

Por toda a eternidade

Amar Amar Amar...Até morrer


De todos os sabores

De todos os odores

De todas as belezas

De todos os brilhos

De todos os medos


Nada supera

Uma unica palavra

Amor

Tem certeza que ao seu lado estarei

Pois só assim tudo se consumará...


Reinaldo Lamenza...



Video...Gabriel e suas Artes...rsrsrsrsrsr....

domingo, 11 de dezembro de 2011

Video...Nunca Amei Assim...Rick e Renner...

Minha paixão e único dono do meu coração...

Ter-te nos meus braços,

Acariciar-te,

Falar-te palavras de amor,

Escrever-te um poema a dizer o quanto eu te amo.

Andarmos na lua,

Flutuarmos no céu,

Navegarmos nas estrelas e ardemos de amor ao sol.

Sermos um eclipse,

Tu a lua,

E eu a terra pronta para encher-te de amor.

Tu um pássaro,

Eu uma flor para que sintas o meu perfume,

Como dois anjos certos do amor que se entregam ao sabor da paixão.

Fui ao céu só para te ver,

Fui à terra para te conhecer,

Fui à lua para me declarar

E fui às estrelas só para te amar.

Tu minha grande constelação,

O rei do meu coração,

E o dono da minha paixão.

Meu desejo,

Minha paixão e único dono do meu coração...
 
Autor Desconhecido...

Minha paixão e único dono do meu coração...

Ter-te nos meus braços,


Acariciar-te,

Falar-te palavras de amor,

Escrever-te um poema a dizer o quanto eu te amo.Andarmos na lua,

Flutuarmos no céu,

Navegarmos nas estrelas e ardemos de amor ao sol.Sermos um eclipse,

Tu a lua,

E eu a terra pronta para encher-te de amor.

Tu um pássaro,

Eu uma flor para que sintas o meu perfume,

Como dois anjos certos do amor que se entregam ao sabor da paixão.Fui ao céu só para te ver,

Fui à terra para te conhecer,

Fui à lua para me declarar

E fui às estrelas só para te amar.Tu minha grande constelação,

O rei do meu coração,

E o dono da minha paixão.Meu desejo,

Minha paixão e único dono do meu coração....
 
Autor Desconhecido...

sábado, 10 de dezembro de 2011

Um Pássaro a Morrer...

Não é vida nem morte, é uma passagem,

nem antes nem depois: somente agora,

um minuto nos tantos duma hora.

Uma pausa. Um intervalo. Uma viragem.



Prisioneira de mim, onde a coragem

de quebrar as algemas, ir-me embora,

se tudo o que em mim ria agora chora,

se já não me seduz outra viagem?



E nada disto é céu nem é inferno.

Tristeza, só tristeza. Sol de Inverno,

sem uma flor a abrir na minha mão,



sem um búzio a cantar ao meu ouvido.

Só tristeza, um silêncio desmedido

e um pássaro a morrer: meu coração.



Fernanda de Castro...

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Video...Natal todo dia...Roupa Nova....

Natal todo dia...Roupa Nova....Produção...Suelita Debatin...Este video fiz especialmente para desejar um Feliz Natal a todos os meus amigos pessoais e virtuais, para minha familia, e para um amor que vive aqui em meu coração, sem nome tadinho rsrsrsrsrsrsrs...Que suas vidas sejam repletas de felicidade, paz,carinho e muito amor....Beijos...Sue...

Enleio...

Que é que vou dizer a você?


Não estudei ainda o código

de amor.



Inventar, não posso.

Falar, não sei.

Balbuciar, não ouso.



Fico de olhos baixos

espiando, no chão, a formiga.



Você sentada na cadeira de palhinha.

Se ao menos você ficasse aí nessa posição

perfeitamente imóvel, como está,

uns quinze anos ( só isso)

então eu diria:

Eu te amo.



Por enquanto sou apenas o menino

diante da mulher que não percebe nada.



Será que você não entende, será que você é burra?



Carlos Drummond de Andrade...

A primeira vez...

A primeira vez que entendi do mundo


alguma coisa

foi quando na infância

cortei o rabo de uma lagartixa

e ele continuou se mexendo.



De lá pra cá

fui percebendo que as coisas permanecem

vivas e tortas

que o amor não acaba assim

que é difícil extirpar o mal pela raiz.



A segunda vez que entendi do mundo

alguma coisa

foi quando na adolescência me arrancaram

do lado esquerdo três certezas

e eu tive que seguir em frente.



De lá pra cá

aprendi a achar no escuro o rumo

e sou capaz de decifrar mensagens

seja nas nuvens

ou no grafite de qualquer muro.



Affonso Romano de Sant'Anna ...

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Video...Tô indo embora...Felipe e Falcão....

O amor, esse sufoco...

O amor, esse sufoco,


agora há pouco era muito,

agora, apenas um sopro.



Ah, troço de louco,

corações trocando rosas,

e socos.


Paulo Leminski...

Despedidas...

Começo a olhar as coisas


como quem, se despedindo, se surpreende

com a singularidade

que cada coisa tem

de ser e estar.

Um beija-flor no entardecer desta montanha

a meio metro de mim, tão íntimo,

essas flores às quatro horas da tarde, tão cúmplices,

a umidade da grama na sola dos pés, as estrelas

daqui a pouco, que intimidade tenho com as estrelas

quanto mais habito a noite!

Nada mais é gratuito, tudo é ritual

Começo a amar as coisas

com o desprendimento que só têm

os que amando tudo o que perderam

já não mentem.



Affonso Romano de Sant'Anna...

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Sempre odiei o que a maioria das pessoas fazem com seus MSN's...

Não estou falando desta vez dos emoticons insuportáveis que transformaram a leitura em um jogo de decodificação, mas as declarações de amor, saudades, empolgação traduzidas através do nick.




O espaço 'nome' foi criado pela Microsoft para que você digite O NOME que lhe foi dado no batismo.

Assim seus amigos aparecem de forma ordenada e você não tem que ficar clicando em cima dos mesmos pra descobrir que 'Vendo Abadá do Chiclete e Ivete' é na verdade Tiago Carvalho, ou 'Ainda te amo Pedro Henrique' é o MSN de Marcela Cordeiro.

Mas a melhor parte da brincadeira é que normalmente o nick diz muito sobre o estado de espírito perfil da pessoa. Portanto, toda vez que você encontrar um nick desses por aí, pare para analisar que você já saberá tudo sobre a pessoa...



'A-M-I-G-A-S o fim de semana foi perfeito!!!' acabou de entrar. Essa com certeza, assim como as amigas piriguetes (perigosas), terminou o namoro e está encalhadona. Uma semana antes estava com o nick 'O fim de semana promete'. Quer mostrar pro ex e pros peguetes (perigosos) que tem vida própria, mas a única coisa que fez no fim de semana foi encher o rabo de Balalaika, Baikal e Velho Barreiro e beijar umas bocas repetidas.



O pior é que você conhece o casal e está no meio desse 'tiroteio', já que o ex dela é também conhecido seu, entra com o nick 'Hoje tem mais balada!', tentando impressionar seus amigos e amigas e as novas presas de sua mira, de que sua vida está mais do que movimentada, além de tentar fazer raiva na ex.



'Polly em NY' acabou de entrar. Essa com certeza quer que todos saibam que ela está em uma viagem bacana. Tanto que em breve colocará uma foto da 5ª Avenida no Orkut com a legenda 'Eu em Nova York'. Por que ninguém bota no Orkut foto de uma viagem feita a Praia-Grande - SP ?



'Quando Deus te desenhou ele tava namorando' acabou de entrar. Essa pessoa provavelmente não tem nenhuma criatividade, gosto musical e interesse por cultura. Só ouve o que está na moda e mais tocada nas paradas de sucesso. Normalmente coloca trechos como 'Diga que valeuuu' ou 'O Asa Arreia' na época do carnaval.



Por que a vida faz isso comigo?' acabou de entrar. Quando essa pessoa entrar bloqueie imediatamente. Está depressiva porque tomou um pé na bunda e irá te chamar pra ficar falando sobre o ex.



'Maria Paula ocupada prá c** ' acabou de entrar. Se está ocupada prá c**, por que entrou cara-pálida? Sempre que vir uma pessoa dessas entrar, puxe papo só pra resenhar; ela não vai resistir à janelinha azul piscando na telinha e vai mandar o trabalho pro espaço. Com certeza.



'Paulão, quero você acima de tudo' acabou de entrar. Se ama compre um apartamento e vá morar com ele. Uma dica: Mulher adora disputar com as amigas. Quanto mais você mostrar que o tal do Paulão é tudo de bom, maiores são as chances de você ter o olho furado pelas sua amigas piriguetes (perigosas).



'Marizinha no banho' acabou de entrar. Essa não consegue mais desgrudar do MSN. Até quando vai beber água troca seu nick para 'Marizinha bebendo água'. Ganhou do pai um laptop pra usar enquanto estiver no banheiro, mas nunca tem coragem de colocar o nick 'Marizinha matriculando o moleque na natação'.



> > > ' < . ººº< . ººº< / @ e $ $ ! -@ >ªªª . >ªªª >' acabou de entrar. Essa aí acha que seu nome é o Código da Vinci pronto a ser decodificado. Cuidado ao conversar: ela pode dizer 'q vc eh mtu déixxx, q gosta di vc mtuXXX, ti mandá um bjuXX'.



'Galinha que persegue pato morre afogada' acabou de entrar. Essa ai tomou um zig e está doida pra dar uma coça na piriguete que tá dando em cima do seu ex. Quando está de bem com a vida, costuma usar outros nicks-provérbios de Dalai Lama, Lair de Souza e cia.



'VENDO ingressos para a Chopada, Camarote Vivo Festival de Verão, ABADÁ DO EVA, Bonfim Light, bate-volta da vaquejada de Serrinha e LP' acabou de entrar. Essa pessoa está desesperada pra ganhar um dinheiro extra e acha que a janelinha de 200 x 115 pixels que sobe no meu computador é espaço publicitário.



'Me pegue pelos cabelos, sinta meu cheiro, me jogue pelo ar, me leve pro seu banheiro...' acabou de entrar. Sempre usa um provérbio, trecho de música ou nick sedutores. Adora usar trechos de funk ou pagode com duplo sentido. Está há 6 meses sem dar um tapa na macaca e está doida prá arrumar alguém pra fazer o servicinho.



'Danny Bananinha' acabou de entrar. Quer de qualquer jeito emplacar um apelido para si própria, mas todos insistem em lhe chamar de Melecão, sua alcunha de escola. Adora se comparar a celebridades gostosas, botar fotos tiradas por si mesma no espelho com os peitos saindo da blusa rosa. Quer ser famosa. Mas não chegará nem a figurante do Linha Direta.



Bom é isso, se quiserem escrever alguma mensagem, declaração ou qualquer coisa do tipo, tem o campo certo em opções 'digitem uma mensagem pessoal para que seus contatos a vejam' ou melhor, fica bem embaixo do campo do nome!! Vamos facilitar!!!!

Arnaldo Jabor ...